Diocese de Sete Lagoas representada em Simpósio Internacional para Formação de Sacerdotes

Aconteceu na primeira quinzena de fevereiro (06 a 10/02), em Roma, o Simpósio Internacional para a Formação dos Sacerdotes promovido pelo Dicastério para o Clero com o tema “Reaviva o dom de Deus que está em ti” (2Tm 1,6). Com várias conferências e uma dinâmica de apresentação de boas práticas e partilhas em grupo, o evento teve como ponto alto a audiência com o Papa Francisco na Sala Paula VI.

A Diocese de Sete Lagoas, pela primeira vez em sua história, teve a alegria de contar com um representante do seu clero:  padre Lucas Vinícius França Oliveira. Desde que aqui tomou posse como bispo diocesano, Dom Francisco Cota tem procurado investir recursos na formação de seus presbíteros e também dos nossos leigos como forma de capacitá-los, cada vez mais, e se dediquem com afinco ao serviço da evangelização.

              

A importância da formação permanente dos sacerdotes

Durante o simpósio, em seu discurso, o papa Francisco salientou que o encontro marca uma caminhada de “busca de instrumentos e linguagens que ajudem a formação sacerdotal, não pensando que temos na mão todas as respostas – eu tenho medo daqueles que têm todas as respostas –, mas confiando que poderemos encontrá-las ao longo do caminho”.

Para esse caminho, o Papa indicou a redescoberta constante da alegria que brota do Evangelho, fazendo-se discípulo que sabe escutar e acolher; a necessidade que o sacerdote deve ter de pertença ao Povo de Deus, isto é, a comunhão com os fiéis a ele confiado, e também com o seu bispo e o presbitério, evitando uma pretensa autossuficiência; e ainda a consciência de que, junto do Povo, não pode faltar o serviço generoso, que expressa a consagração sacerdotal, que é participação no ministério do próprio Cristo que oferece a Si mesmo na cruz.

A estrutura formativa da conferência baseia-se em cinco pilares fundamentais:

  • Formação Única: Aborda o papel dos sacerdotes em uma Igreja sinodal e missionária em tempos de mudança.
  • Formação Integral: Explora a formação dos sacerdotes como homens de Deus e do Evangelho.
  • Formação Acompanhada: Enfoca as dimensões e percursos para viver a afetividade como dom.
  • Formação Comunitária: Destaca a importância da vida no presbitério e da fraternidade sacerdotal.
  • Formação Missionária: Prepara os sacerdotes com atitudes e competências para percorrer novos caminhos na pastoral.

Segundo o padre Lucas Vinícius o Simpósio foi um momento de muito aprendizado:

A pedido de Dom Francisco Cota de Oliveira, bispo diocesano de Sete Lagoas, fui enviado para o Congresso Internacional do Clero em Roma. Tendo em vista a necessidade da formação permanente para o Clero, com a perspectiva na abordagem da formação única, integral, comunitária e missionária. O tema que norteou o encontro, retirado da Carta de São Paulo a Timóteo trouxe como principal mensagem: “a beleza de ser discípulo hoje com os seus desafios e superações, mas com o desejo de expressar o amor a Cristo na vida da Igreja e no mundo. Um amor pautado na alegria do evangelho, na esperança e na misericórdia de Deus”, finaliza.

por Ascom Diocesana

Fonte: VaticanNews

Fotos: Arquivo Pessoal – padre Lucas Vinícius

Agenda Diocesana

Nenhum evento encontrado!