Tradição e e religiosidade marcam os festejos de Santo Antônio

Fiéis católicos das cidades de Caetanópolis, Fortuna de Minas, Maravilhas, Pequi, Prudente de Morais e Sete Lagoas festejaram seu padroeiro, Santo Antônio.

Santo Antônio, embora conhecido como o santo de Pádua, na Itália, na verdade é natural de Lisboa, Portugal. É da família Bulhões e seu nome de batismo é Fernando. Seu nome foi mudado quando fez opção pela vida religiosa, já que o “homem velho” – Fernando – morreu para o mundo, e o “homem novo” – Antônio – nasceu para Deus . Apesar da riqueza de sua família, viveu austeramente. Foi, inicialmente, um frade agostiniano, depois, se juntou à Ordem Franciscana.

Festa de Santo Antônio já é tradição e anima os fiéis de várias comunidades neste período junino. Foram dias de oração, comunhão e celebração tanto para o fortalecimento da fé, quanto para o exercício da comunhão fraterna  e sentimento de caridade que uniram os diversos devotos do santo.

Santo Antônio é um dos santos mais populares do país e muitas paróquias aproveitaram a data para fazerem seu novenário ou a tradicional trezena.

Neste dia 13 de junho, Dom Francisco Cota presidiu missa festiva, às 10h na Catedral de Santo Antônio, em honra ao padroeiro da cidade sede da Diocese de Sete Lagoas.

 

Por Ascom Diocesana

Fotos: Pascom – Catedral de Santo Antônio

Agenda Diocesana

Nenhum evento encontrado!