Solenidade da Imaculada Conceição marca lançamento da “Campanha da Cultura Vocacional”

O dia 08 de dezembro é marcado para a Igreja como a Solenidade da Imaculada Conceição, um dos quatros dogmas marianos. Na Igreja particular de Sete Lagoas, além da veneração pela mãe de Jesus, essa data ganha uma devoção especial, já que temos Nossa Senhora da Conceição como padroeira diocesana.

Para bem viver esse dia, foi realizada em âmbito diocesano uma celebração eucarística presidida por Dom Francisco Cota, na Catedral de Santo Antônio (Sete Lagoas). Durante a homilia, o bispo salientou que devemos ter uma especial atenção à pessoa de Maria que vivia em estado pleno da graça, não pela sua dimensão humana, mas pela missão que a ela é reservada, por ser um templo santo onde o filho de Deus seria gerado por obra do Espírito Santo. “O altíssimo, servindo da criatura, na natureza humana manifesta o seu poder. Em Maria ele manifesta o seu poder no plano da salvação. Maria age ao nosso favor porque Deus fez dela um instrumento”, destacou o bispo.

“A santidade em Maria é graça plena desde o nascimento e Maria perpetuou a santidade, assim como nos é dado no batismo e somos chamados a também perpetuar essa graça”.

Dom Francisco Cota

Campanha da Cultura Vocacional 

A Diocese de Sete Lagoas, realizou também neste dia o encerramento das atividades locais, relativas ao 3º Ano Vocacional. Nacionalmente, o Ano Vocacional teve início no dia 20 de novembro de 2022 e encerrou-se com o fim do Ano Litúrgico, na Solenidade de Jesus Cristo Rei do Universo.

O 3º Ano Vocacional do Brasil, que teve como tema “Vocação: Graça e Missão” e como lema “Corações ardentes, pés a caminho” (Lc 24, 32-33)  foi celebrado em todo país com o objetivo de estimular a cultura vocacional nas comunidades, refletir e rezar pelas vocações.

Ao longo do ano foram muitos os testemunhos e vivências. Pensando nisso e, como gesto concreto de tudo que foi partilhado, a equipe da Pastoral Vocacional e do Serviço de Animação Vocacional (PV/SAV) juntamente com Dom Francisco Cota instituíram uma CAMPANHA DA CULTURA VOCACIONAL de forma permanente em todas as paróquias e comunidades do território diocesano.

 “É próprio da igreja após viver um período específico perpetuar esse tempo, assim nos convida esse tempo de ano vocacional que estamos fechando, mas permanece produzindo frutos na vida da igreja diocesana”, esclareceu Dom Francisco Cota, ao falar sobre o lançamento desta campanha. 

A Campanha da Cultura Vocacional consiste em sustentar as vocações por meio da oração, onde de fato brotam esses chamados, com o enfoque nas famílias. Foram entregues para as 41 paróquias da diocese, uma capelinha da Imaculada Conceição e um roteiro oracional.

A proposta apresentada é que em todo 4º domingo do mês, onde houver celebrações, se reze pelas vocações e, ao final desta celebração, uma família da comunidade ficará responsável por levar essa capelinha para a casa. No dia 08 do mês seguinte, esta família ficará responsável por mobilizar outras pessoas para rezarem juntos em prol de todas as vocações e também pelos ministérios ordenados. Ao retornar a capelinha para a paróquia, serão sorteadas novas famílias.

Durante a celebração da Solenidade da Imaculada Conceição na Catedral de Santo Antônio, todas as paróquias foram convidadas a enviar suas representações que receberam o material da campanha. Ficou estabelecido que os primeiros envios deste mês,  aconteçam nas missas do dia 24, véspera de Natal. 

A partir daí esta campanha, que será permanente, terá como objetivo tocar o coração da nossa Igreja e a vida dos fiéis para que mais vocações surjam em nosso meio.

Que as graças da Virgem Imaculada, estejam sempre sobre toda a nossa diocese e que, pela sua intercessão, tenhamos vocações fiéis no cumprimento do seu chamado.

por Ascom Diocesana

Agenda Diocesana

Nenhum evento encontrado!