Diocese de Sete Lagoas marca presença na 41ª Assembleia Geral da CNLB

Aconteceu até domingo, 11 de junho, a 41ª Assembleia Geral do Conselho Nacional do Laicato do Brasil (CNLB). O encontro teve início no último dia 8, no Centro Mariápolis Santa Maria, em Igarassu (PE), território da arquidiocese de Olinda e Recife (PE), no Regional Nordeste 2 da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). Leigos e leigas de todo o Brasil participam da assembleia.

O evento tem como tema “Cristãos Leigos e Leigas: ‘Não deixemos morrer a profecia’” e a iluminação bíblica “Ele me ungiu para anunciar a Boa Nova aos pobres” (Lc 4, 18). Essa perspectiva abre o itinerário para a celebração dos 50 anos do Conselho Nacional do Laicato do Brasil, organismo que reúne os movimentos, serviços e demais expressões eclesiais do laicato no país.

Além disso, a 41ª Assembleia é impulsionada pela sensibilidade às dores, lutas e esperança do povo, segundo o CNLB. A proposta é refletir sobre a vocação à profecia do laicato do Brasil, reafirmando o compromisso na construção de uma sociedade de justiça, fraternidade e paz, marcando o início do itinerário jubilar dos 50 anos do CNLB no Brasil.

A coordenadora do Conselho de Leigos da Diocese de Sete Lagoas esteve presente e evidenciou a importância deste encontro “para entender o profetismo e a responsabilidade dos leigos na Igreja”. Ela salientou ainda que “o evento refletiu sobre a evangelização nas comunidades a partir de temas importantes, a exemplo do diálogo entre fé, educação e cultura, o protagonismo das juventudes, dentre outros”.

A Análise de Conjuntura abriu a AGO e foi conduzida pela professora Tânia Bacelar de Araújo, acadêmica aposentada e emérita da Universidade Federal de Pernambuco, mestre em Economia pela UFPE e doutora em Economia pela pela University College London.

O cartaz

O cartaz da Assembleia foi idealizado pelos leigos Isaías Araújo e Yves de Lima Justino, ambos da cidade de Natal (RN). Segundo os autores, os elementos que compõem a arte dialogam com a diversidade de Igreja e seus aspectos teológicos fundamentais. Além disso, o visual faz referência à cultura do estado de Pernambuco com uma paleta de cores extraída da logo do CNLB e do Ano Vocacional da Igreja no Brasil.

Sobre seus sentidos e significados

1. Bandeiras coloridas anunciam as festas juninas junto à logo do CNLB;
2. Destacado ao centro o número e título da assembleia;
3. Compondo a imagem principal temos o sol amarelo do amanhecer e o sol alaranjado do entardecer; a cruz peitoral de dom Helder Câmara; e em linha várias pessoas que compõe a diversidade da igreja (as imagens não tem rosto para demonstrar a subjetividade dessas pessoas).
4. Em marca d’água temos a silhueta do Papa Francisco e dom Helder Câmara olhando para fora, para além, o olhar da Igreja em saída. Esses elementos estão mais claros para demonstrar que mesmo não estando presentes fisicamente os mesmos compõem a nossa caminhada.
5. Por fim as informações do encontro: lema, iluminação bíblica data e local.

Fonte: CNBB

Agenda Diocesana

Nenhum evento encontrado!