Estatuto da OVS/SL passa por primeira alteração em 23 anos

No último sábado (02/12),  aconteceu no Spaço Reviver de Sete Lagoas, a Assembleia Geral Extraordinária da Obra das Vocações Sacerdotais (OVS) da Diocese de Sete Lagoas/MG com a finalidade de deliberar, exclusivamente, acerca da alteração do Estatuto da OVS/SL.

A OVS foi implantada na Diocese pelo bispo emérito, Dom Guilherme Porto, em 26 de agosto de 2000, sendo constituída como associação civil de direito privado, sem fins econômicos e lucrativos, de caráter beneficente e de natureza religiosa, requerendo, assim, para sua constituição, um Estatuto social.

O Estatuto é uma espécie de lei orgânica da associação e serve para orientar o seu funcionamento. Pode ser considerado como um conjunto de princípios e de normas que regulamentam o funcionamento e a organização da associação.

Desde a implantação da OVS na Diocese, em 2000, o seu Estatuto nunca passou por uma reforma. Em 23 anos de história, é a primeira vez que seu Estatuto é alterado. O Estatuto reformado passa a ser composto por 63 artigos – o anterior tinha apenas 30 artigos –, tendo sido realizadas alterações fundamentais em suas disposições que atendem às legislações vigentes e deixam o Estatuto mais sério, atualizado e explicativo.

Dom Francisco Cota, bispo diocesano de Sete Lagoas/MG, explica que o principal motivo de se reformar o Estatuto é desburocratizar as ações que são executadas por essa associação, deixando a OVS mais leve para cumprir a sua finalidade pastoral de animação e fortalecimento espiritual e material as vocações sacerdotais em nossa diocese.

Responsável pelo projeto de reforma estatutária, a secretária diocesana da OVS/SL, Alessandra Fonseca, que também é Bacharel em Direito pela UFMG, advogada licenciada e servidora pública federal, destaca a importância desse momento para a OVS/SL:

“O dia 2 de dezembro de 2023, indubitavelmente, foi um dia muito importante e histórico para a OVS/SL. Podemos, assim, considerá-lo um renascimento, um recomeço, um chamamento à renovação. Advento de novos tempos. A Assembleia Geral, contando com a participação dos associados provenientes dos 16 núcleos paroquiais ativos da OVS/SL, por unanimidade, aprovou a primeira alteração do Estatuto da OVS/SL. Com as graças de Deus, tudo transcorreu da melhor maneira possível, com tranquilidade e serenidade. A Ele, gratidão por tanto e por tudo.”

A secretária diocesana da OVS/SL ressalta, também, sua satisfação em ter elaborado o projeto de reforma estatutária e seu anseio de que as alterações estatutárias efetuadas ajudem no fortalecimento da missão da OVS na Diocese de Sete Lagoas: “Para mim, é uma grata satisfação ter elaborado o projeto de reforma estatutária e agradeço todo apoio que recebi durante esse processo – uma jornada, certamente, épica. Expresso meu agradecimento, de modo especial, a Dom Francisco, nosso amado Bispo Diocesano, pelo acompanhamento, pelas orientações e pela confiança irrestrita que depositou em mim ao atribuir-me, sem titubear, esta gratificante tarefa. Espero que o Estatuto reformado, com suas modificações substanciais, com a incorporação de elementos significativos e com o robustecimento de suas disposições, ajude a fortalecer cada vez mais a missão da OVS na Diocese de Sete Lagoas”.

O Estatuto reformado, dentre outras mudanças significativas, prevê a ampliação do quadro da Diretoria Executiva Diocesana e do Conselho Fiscal Diocesano que passa a ser composto por 9 integrantes cada um; a eleição por chapas para a referida estrutura administrativa, as quais devem ser previamente apresentadas e referendadas pelo Bispo Diocesano, com antecedência mínima de 15 dias da realização da Assembleia Geral Eletiva; a criação dos representantes forâneos, os quais serão referenciais da OVS/SL nas Foranias da Diocese de Sete Lagoas que lhes forem atribuídas, auxiliando, assim, a estrutura administrativa da OVS/SL na execução das atividades e dos propósitos da Associação no âmbito daquela região; etc. Percebe-se, assim, que foram feitas alterações importantes que cumprem o propósito tanto de auxiliar e de aprimorar a estrutura administrativa da Associação, bem como de fortalecer o caráter pastoral da OVS/S, reforçando sua atuação na Diocese.

A Assembleia Geral Extraordinária contou com a participação dos 16 núcleos paroquiais da OVS/SL, espalhados por todas as foranias da Diocese de Sete Lagoas (Núcleos OVS das paróquias Catedral de Santo Antônio, Nossa Senhora das Graças, Nossa Senhora do Carmo, Sant’Ana e São Joaquim, Santa Luzia, São Cristóvão, São Geraldo, São Francisco de Assis – núcleo Santa Teresinha do Menino Jesus –, Cristo Redentor, ambas de Sete Lagoas, bem como dos núcleos da paróquia Sagrado Coração de Jesus de Cachoeira da Prata/MG, da paróquia São Sebastião de Araçaí/MG, da paróquia Nossa Senhora do Rosário de Funilândia, da paróquia Santo Antônio de Prudente de Morais, da paróquia Nossa Senhora da Abadia de Martinho Campos, da paróquia Nossa Senhora da Conceição de Pompéu e da paróquia São Bernardo de Baldim. Estiveram, também, presentes Dom Francisco Cota, Bispo Diocesano de Sete Lagoas, padre Anailton Viveiros, assessor diocesano da OVS/SL, padre Glauco Barbalho e padre Hélio de Oliveira Filho, integrantes do Conselho de Formadores, os seminaristas Bruno Matias, Ryan Marcus, Helio Henrique e Tailan Junior, bem como convidados e representantes das paróquias Divino Espírito Santo de Sete Lagoas e Nossa Senhora da Conceição de Jaboticatubas – as quais, em janeiro de 2024, terão seus núcleos da OVS instalados.

 

Informações e Texto: Alessandra Fonseca, Secretária Diocesana da OVS

Agenda Diocesana

Nenhum evento encontrado!