Francisco reza pelas vítimas do “abominável atentado terrorista” em Moscou

O Papa, no Angelus do Domingo de Ramos, expressa tristeza pelo atentado na Rússia, pedindo a conversão dos “corações daqueles que planejam, organizam e realizam essas ações desumanas que ofendem a Deus, que ordenou: ‘não matarás'”. O Pontífice reza por quem sofre com a guerra, como na Ucrânia e em Gaza, e lembra os dois agentes de paz mortos na Colômbia nos últimos dias.

O Papa reza pelas vítimas do “abominável atentado terrorista” em Moscou. No final da celebração do Domingo de Ramos, Francisco expressou tristeza pelo que aconteceu na Rússia há dois dias, pedindo a Deus que acolha as vítimas “na sua paz”, conforte as famílias e converta “os corações daqueles que planejam, organizam e realizam essas ações desumanas, que ofendem a Deus, que ordenou: ‘não matarás’ (Ex 20,13)”.

A oração pela Ucrânia, Gaza e todos os lugares de guerra

Francisco, lembrando que neste Domingo de Ramos, “Jesus entrou em Jerusalém como Rei humilde e pacífico”, pediu aos fiéis para abrir os corações a Ele, porque “somente Ele pode nos libertar da inimizade, do ódio, da violência, porque Ele é a misericórdia e o perdão dos pecados”.

O pensamento do Pontífice se dirigiu, então, ao pedido de orações por aqueles que estão sofrendo por causa da guerra, “em modo especial na martirizada Ucrânia, onde tantas pessoas se encontram sem eletricidade por causa dos intensos ataques contra as estruturas que, além de causar morte e sofrimento, trazem o risco de uma catástrofe humanitária ainda maior”: “por favor, não esqueçamos da martirizada Ucrânia”, repetiu o Papa. O olhar de Francisco se deteve também a Gaza, “que sofre tanto e a tantos outros lugares de guerra”.

As vítimas na Colômbia

O pensamento do Papa, no início do Angelus deste domingo (24), foi para a Colômbia, para a comunidade de paz de San José de Apartadó, onde nos últimos dias foram mortos uma mulher e um jovem, esposa e irmão de um dos líderes da comunidade que, lembrou Francisco, “em 2018 foi premiada como exemplo de comprometimento pela economia solidária, pela paz e os direitos humanos”.

Fonte: Vatican News / Crédito Foto: Vatican Media

 

Agenda Diocesana

Nenhum evento encontrado!